Skip directly to content

Nissan GT-R: décadas de inovação e performance

Data: 
26/12/2017

São Paulo – Originalmente criado nos fim dos anos 1960 para ser o carro topo de linha da gama de produtos da Nissan e vitrine de suas mais avançadas tecnologias e capacidades de performance, o reverenciado Nissan Skyline GT-R se tornou peça-chave não apenas na comunidade de fãs do automobilismo esportivo mundial, mas transcendeu o universo automobilístico, tornando-se um ícone da cultura popular, graças aos filmes de ação campeões de bilheteria e vários jogos eletrônicos. Veja um breve histórico desse ícone:

Primeira Geração (1969-1972)

Após sua revelação no Salão do Automóvel de Tóquio, no final de 1968, uma versão de produção em série do novíssimo Skyline GT-R foi disponibilizada para comercialização em fevereiro de 1969. O capô deste novo modelo guardava o S20, um grupo motopropulsor derivado do motor de alta performance do R380, com 24 válvulas e duplo comando no cabeçote (DOHC). Vencedora na classificação geral do Grande Prêmio da Federação Automobilística do Japão (JAF), esta primeira geração do GT-R é famosa por acelerar de 0 a 100 metros em 16,1 segundos e atingir velocidade máxima de 200 km/h, desempenho impressionante para um carro de produção em série em sua época.

Especificações:
Comprimento/largura/altura: 4.395/1.610 /1.385 mm
Distância entre eixos: 2.640 mm
Bitola (dianteira/traseira): 1.370/1.365 mm
Peso: 1.120 kg
Motor: S20 (1.998 cm³, 6 cilindros em linha, DOHC, 4 válvulas por cilindro)
Potência máxima: 118 kW (160 PS) a 7.000 rpm
Torque máximo: 177 Nm (18,0 kgfm) a 5.600 rpm        
Suspensão: barras/semieixos oscilantes
Freios (dianteiros/traseiros): discos/tambor
Pneus (dianteiros/traseiros): 6.45-14-4PR

Principais itens tecnológicos:
-  Primeiro veículo em todo o mundo a ser produzido em série com um motor DOHC.
- Equipamentos de alta performance e tecnologia incluem uma direção com relação variável, suspensão dianteira McPherson, suspensão traseira com semieixos oscilantes, diferencial com deslizamento limitado (LSD), bancos tipo concha com encosto recurvado, tanque de combustível com capacidade para 100 litros.

Principais conquistas no automobilismo esportivo:
Acumulou 52 vitórias em sua carreira em competições de Gran Turismo no Japão, incluindo a espetacular marca de 49 vitórias consecutivas.

Segunda Geração (1973)

Lançada em novembro de 1972, a nova geração começou a ser vendida ao público em janeiro do ano seguinte. Propulsionado por um motor DOHC de 24 válvulas e 6 cilindros em linha (S20), foi um dos primeiros carros japoneses a ter freios a disco nas quatro rodas. Técnicas de engenharia avançada deram a ele uma performance altamente esportiva, fazendo com que se tornasse uma celebridade entre os fãs do automobilismo esportivo. Entretanto, sua produção foi interrompida após terem sido fabricadas apenas 200 unidades, devido à regulamentação mais severa em torno das emissões de poluentes institucionalizada no Japão. Com sua performance espetacular, linhas de carroceria primorosamente esculpidas e um volume de produção extremamente baixo, a segunda geração do GT-R se tornou um modelo de coleção premiado e bastante cobiçado.

Especificações:
Comprimento/largura/altura: 4.460/1.695/1.380 mm
Distância entre eixos: 2.610 mm
Bitola (dianteira/traseira): 1.395/1.375 mm
Peso: 1.145 kg
Motor: S20 (1.998 cm³, 6 cilindros em linha, DOHC, 4 válvulas por cilindro)
Potência máxima: 118 kW (160 PS) a 7.000 rpm
Torque máximo: 177 Nm (18,0 kgfm) a 5.600 rpm        
Suspensão: barras/ semieixos oscilantes
Freios (dianteiros/traseiros): discos/discos
Pneus (dianteiros/traseiros): 175-HR14

Principais itens tecnológicos:
Incluem o motor de 24 válvulas DOHC, ignição transistorizada, corrente de distribuição com rolamentos duplos, direção com relação variável, suspensão dianteira McPherson, suspensão traseira com semieixos oscilantes, diferencial com deslizamento limitado (LSD), bancos tipo concha com encosto recurvado.

Terceira Geração (1989-1994), R32

O GT-R reapareceu após 16 anos de ausência, em 1989. Conhecido como R32, era propulsionado por um motor 2.6 DOHC com 6 cilindros em linha (RB26DETT), que entregava mais de 280 cavalos. Foi o primeiro GT-R a incorporar a tração nas quatro rodas, o que viria a se tornar marca registrada (as gerações anteriores tinham tração traseira).

Com uma suspensão multibraços e o sofisticado sistema ATTESA E-TS, controlado eletronicamente, a terceira geração detém a invejável distinção de ter vencido cada corrida da qual participou no Campeonato Japonês de Gran Turismo. Foi com essa geração que o apelido "Godzilla" surgiu: por conta da sua performance "monstruosa" nas pistas, e pelo país de origem, a revista australiana especializada em automóveis "Wheels" apelidou o modelo com o nome do seriado japonês em sua edição de julho de 1989.

Especificações:
Comprimento/largura/altura: 4.545/1.755/1.340 mm
Distância entre eixos: 2.615 mm
Bitola (dianteira/traseira): 1.480/1.480 mm
Peso: 1.430 kg
Motor: RB26DETT (2.6 litros, 6 cilindros em linha, DOHC)
Potência máxima: 206 kW (280 PS) a 6.800 rpm
Torque máximo: 353 Nm (36,0 kgfm) a 4.400 rpm        
Suspensão (dianteira/traseira): multibraços/ multibraços
Freios (dianteiros/traseiros): discos ventilados/ discos ventilados
Pneus (dianteiros/traseiros): 225-50-R16 92V

Principais itens tecnológicos:
Incluem o motor 2.6 DOHC, o sistema ATTESA E-TS de tração nas 4 rodas, e a suspensão multibraços na frente e na traseira.

Principais atuações no automobilismo esportivo:
- Invicto por 29 vitórias consecutivas de 1990 a 1993 no Campeonato Japonês de Gran Turismo (JGTC)
- Vencedor das 24 Horas de Nürburgring e das 24 Horas de Spa Franchorchamps em 1990
- Vencedor das 24 Horas de Spa Franchorchamps, em 1991
- Vitorioso nos 1.000 km de Bathurst, em 1991 e 1992

Quarta Geração (1995-1998), R33

Maior e mais pesado que o modelo anterior, o GT-R de quarta geração foi denominado R33. Rapidamente destacou-se devido à excelente estabilidade, resultado do eficiente trabalho de distribuição de peso realizado em seu projeto, uma estrutura de carroceria mais firme, o controle de tração aprimorado e as acelerações ainda mais brutas. Ele conseguiu o feito de fazer uma volta no lendário circuito antigo de Nürburgring (chamado de "Nordschliefe") em 7 minutos e 59 segundos, ou seja: mais rápido que o R32 em espetaculares 21 segundos.

Especificações:
Comprimento/largura/altura: 4.675/1.780/1.360 mm
Distância entre eixos: 2.720 mm
Bitola (dianteira/traseira): 1.480/1.490 mm
Peso: 1.540 kg
Motor: RB26DETT (2.6 litros, 6 cilindros em linha, DOHC)
Potência máxima: 206 kW (280 PS) a 6.800 rpm
Torque máximo: 368 Nm (37,5 kgfm) a 4.400 rpm        
Suspensão (dianteira/traseira): multilink/multilink
Freios (dianteiros/traseiros): discos ventilados / discos ventilados
Pneus (dianteiros/traseiros): 245/45ZR17

Principais itens tecnológicos:
Incluem a aerodinâmica melhorada e uma carroceria reforçada, peso reduzido, centro de gravidade mais baixo e melhor distribuição do peso.
Principais atuações no automobilismo esportivo:
- Vencedor do Campeonato GT 500 do Japão, em 1998
- Terminou em 10º na classificação geral nas 24 Horas de Le Mans, em 1995
- Terminou em 15º na classificação geral nas 24 Horas de Le Mans, em 1996

Quinta Geração (1999-2002), R34

O R34 GT-R foi a última versão do célebre supercarro da Nissan a ser propulsionado pelo motor RB26DETT. Graças à plataforma com estrutura mais rígida e dimensões mais compactas que seu precursor (a distância entreeixos do R34 era 55 mm menor do que a do R33), a quinta geração do GT-R provou oferecer ainda mais performance e dirigibilidade exemplar. A aerodinâmica aperfeiçoada, incluindo um novo projeto para a parte inferior da carroceria, gerava força de sustentação negativa (downforce) significativamente maior, contribuindo extraordinariamente para a esportividade deste GT-R de visual musculoso.

Especificações:
Comprimento/largura/altura: 4.600/1.785/1.360 mm
Distância entre eixos: 2.665 mm
Bitola (dianteira/traseira): 1.480/1.490 mm
Peso: 1.560 kg
Motor: RB26DETT (2.6 litros, 6 cilindros em linha, DOHC)
Potência máxima: 206 kW (280 PS) a 6.800 rpm
Torque máximo: 392 Nm (37,5 kgfm) a 4.400 rpm        
Suspensão (dianteira/traseira): multilink/multilink
Freios (dianteiros/traseiros): discos ventilados / discos ventilados
Pneus (dianteiros/traseiros): 245/40ZR18

Principais itens tecnológicos:
Incluem uma estrutura de carroceria reforçada, mais torque oferecido pelo motor, diferencial com deslizamento limitado e a transmissão de 6 velocidades, que aparece pela primeira vez.

Principais atuações no automobilismo esportivo:
- Vencedor do Campeonato GT500 do Japão, em 2001
- 5º na classificação geral nas 24 Horas de Nürburgring de 2002
- 5º na classificação geral; campeão da categoria nas 24 Horas de Nürburgring de 2004

Sexta Geração (2007- atual), R35

Marca a volta do GT-R a linha Nissan. Revelado mundialmente ao público como GT-R Concept no Salão do Automóvel de Tóquio de 2005, tendo a versão de produção em série sido comercializada pela primeira vez exatamente dois anos depois no Japão, o legendário modelo de alta performance da Nissan se manteve fiel às suas origens, oferecendo dirigibilidade espetacular graças às tecnologias automotivas de última geração empregadas. Além das quatro lanternas traseiras arredondadas que se tornaram a assinatura do GT-R, o modelo exibe um motor V6 biturbo de alta potência (em substituição ao antigo 6 cilindros em linha) e um sistema tecnologicamente avançado de tração nas quatro rodas, que faz o veículo literalmente colar na pista. Tudo isso envolto por um design externo absolutamente moderno, cujas linhas são ao mesmo tempo suaves e musculosas.

Principais itens tecnológicos:
Incluem o motor biturbo V6 de 3.8 litros, cilindros revestidos por jato de plasma (processo de metalização por arco elétrico), transmissão sequencial de 6 velocidades, dupla embreagem e alavanca tipo borboleta, sistema avançado de tração nas quatro rodas ATTESA E-TS / Sistema Nissan de Controle Dinâmico da Trajetória (VDC-R).

Principais atuações no automobilismo esportivo:
- Campeão do Super GT 500 em 2011
- Campeão do Super GT 500 em 2012
- Campeão do Blancpain Endurance Series em 2015
- Campeão do Super GT 500 / 300 Series em 2015
- Vencedor das 12 Horas de Bathurst em 2015